SEJA BEM VIINDO A BORDO DO INTUIÇÃO

SEJA BEM VINDO À BORDO DO VELEIRO INTUIÇÃO!

domingo, 17 de março de 2013

Breve relato da ajuda do resgate do Veleiro Timshel



Breve relato da ajuda do resgate do Veleiro Timshel






Na segunda-feira, por volta das 10:00h da manhã, eu estava em casa e recebi uma ligação da estação rádio de Vitória informando que o Comandante Ronaldo do Veleiro Timshel queria falar comigo. A ligação caiu sem que eu pudesse falar com ele.

Nesse momento, fiquei logo esperto, pois não imaginava que ele fosse me ligar para dizer que a velejada estava linda.

De imediato, antes mesmo de receber nova ligação, liguei para os amigos Nelson e Lucia que estão levando o veleiro Naumi para o Rio e estavam parados em Vitoria e informei a eles do ocorrido e que estava achando tudo muito estranho. Pedi a eles para ficarem com o celular ligado, pois como estavam parados em Vitória poderiam ajudar em alguma coisa.

Logo em seguida, a Vitória Rádio me ligou e me colocou para falar como Ronaldo. Então ele me passou a informação que ficou sem leme e que estava precisando de ajuda para conseguir um reboque.  Me pediu para eu tentar ver se conseguia alguma coisa e o mantivesse ele informado, já me passando algumas dicas em Vitória.

Comecei então a correr atrás de alguns contatos para saber por onde começar.  O Nelson e Lucia que estavam em Vitória também ajudaram bastante passando contatos e informações importantes. Nelson me ligou diversas vezes antes de sair de Vitória para o Rio levando o Naumi do amigo Ruy que também me ligou para saber do Ronaldo.




Incialmente, me passaram um contato do Sr. Fabio da ZENITH MARITIMA LTDA ME, localizada em Vitória. Esse contato também foi passado pela Vitória rádio como alguém que poderia fazer o resgate. Falei com Fábio pelo telefone e ele se prontificou a fazer um orçamento e ver algum barco que poderia ajudar. Voltei a falar com o Ronaldo através da estação de Vitória e informei a ele que esse resgate seria pago e que o Sr. Fábio estava fazendo uma cotação e que tínhamos que aguardar.

Nesse momento, liguei para a Capitania para saber o que de concreto tínhamos naquele momento e fui informado que todos estavam tentando encontrar algum barco na região do Timshel para fazer o resgate, Lembro que ninguéma bordo corria risco de vida. Em seguida recebi um e-mail do Sr. Fábio da Zenith passando o valor que ficou super alto (R$ 6.000,00). Imediatamente,  liguei novamente para a estação radio de Vitória e passei para o Ronaldo o valor e ele informou que não tinha condições de arcar com isso e que ia continuar aguardando outra solução.

O Sr. Fábio me passou alguns telefones de contato de locais que tem barco e que poderiam ajudar no resgate. Liguei para eles e a maioria estava impossibilitada de ajudar, pois o barco não estava na região. Ao final da tarde de segunda-feira, chegou a informação que a embarcação JUMAR 4 estaria recolhendo suas redes e ia ajudar, mas que só chegaria na terça pela manhã, pois estava a 60 milhas do Timshel.

Liguei para a Capitania de novo e passei a informação ao sargento de serviço para que eles ficassem cientes da situação. No final da tarde, voltei a falar com o Ronaldo e contei tudo o que tinha acontecido.


Ainda na segunda à tarde liguei para o Irmão do Ronaldo que estava em Salvador para avisá-lo do ocorrido e que todos estavam bem a bordo e que a capitania e Vitória rádio estavam ajudando a resolver a situação do Timshel.

À noite, voltei a ligar para o Ronaldo para saber como estava a situação e ele informou que apesar do balanço estava tudo bem a bordo. 



Na manhã de terça, descobrimos que o JUMAR 4 não poderia fazer o resgate por problema técnicos. Foi então que a Vitória Rádio me ligou e passou o nome do Bruno Martineli que prometeu que ao meio dia mandaria uma embarcação que sairia de Santa Cruz barra do rio doce para ajudar o Ronaldo. Ao meio-dia, liguei para o Bruno e ele informou que o barco teve problema no motor e não poderia sair. Liguei para Vitória Rádio e informei que o Bruno não poderia mais dar o apoio. A própria capitania ligou para o Bruno para verificar essa ajuda e para outros que poderiam ajudar.

Recebi ainda, por 12:30h, uma ligação do Mauricio Napoleão que precisava de informações, pois ia ligar para o Capitão do Portos de Vitória.

Por volta da 13:00h, recebi a informação que um navio patrulha da marinha estava se deslocando para a área para dar apoio ao Timshel. No meio da tarde, Vitória rádio me ligou e informou que um barco chamado Verdão estava levantando suas redes e que estava a pouco mais de 6 milhas do Timshel e ia lá ajudar. No início da noite, Vitória rádio me ligou novamente e informou que o reboque tinha iniciado com sucesso. Mais tarde, recebi a ligação do filho e de um amigo do Ronaldo que queriam saber informações sobre o ocorrido.



Hoje pela manhã, falei com Ronaldo e ele me informou que estava com previsão de chegar em Vitória às 14:00.



Gostaria de destacar o trabalho do Pessoal da Vitória Rádio na pessoa da Izabel e Lucilene que foram incansáveis e muito prestativas na nobre missão de ajudar a quem está em dificuldades no mar.



Segue alguns contatos importantes para quem vai velejar nesse trecho.



* Vitoria rádio - 08007012141 (é só ligar e pedi para falar com veleiro “x”, se o veleiro estiver no alcance radio eles fazem a conexão para vc)

* Rubinho – Rio Doce: 27 – 9997 7673

* Josiel:  - Riacruz: 27 – 8146 6242 –

* Etevaldo – Riacruz – 27 9983 5232

* Wilson  Santa cruz – 2792282107

* Radio Farol de Abrolhos – 73 36741081 Cheguei a ligar na segunda a noite para eles para eles passarem uma mensagem para o Ronaldo, atendimento do Sargento de Abrolhos nota 10.

* Capitania dos Portos de Vitoria – 2721246526 Sempre que liguei fui muito bem atendido.

* Bruno Martineli – 27 99019007 ajudou bastante.



Foi isso

Abraço a todos e olho no leme

Chagas veleiro Intuição

5 comentários:

  1. Cmte que bom que todos se safaram sem maiores prejuízos ou danos físicos, apesar disso fico triste com a marinha que ao meu ver jogou a responsabilidade da guarda da vida humana para outros barcos, não sei achei isso errado, achei que a marinha deveria dar mais "valor" ao caso, mesmo assim, tivemos um final feliz, bons ventos a todos!

    ResponderExcluir
  2. Comandante Chagas, me sinto pessoalmente ajudado por suas providências efetivas para resgate do veleiro Timshel, do comandante Ronaldo e sua tripulação, pela amizade que temos. Situações que todos os que vivem no mar podemos vir a sofrer. No carnaval de 2002 estava fazendo minha primeira travessia no Triunfo II, já a cerca de 25 milhas de Santos, próximo a ilha de Queimada Grande, tendo como tripulantes minha melher, minha irmã, uma amiga e a filhinha dela, quando ficamos sem leme (por erro inadmissível do construtor). Fomos resgatados pela nossa Marinha, rebocados pela lancha Archenar até junto do I.C. de Santos. Esse, um dos motivos de minha grande gratidão e admiração pela Marinha do Brasil, que junto com suas funções de segurança e soberania nacional, não descuida da segurança de quem vive no mar. No caso do Timshel a Marinha também se envolveu, e talvez não tenha feito ela mesma o resgate por já estar sendo providenciado por meios particulares. Mas concordo com Walnei de enfatizar sempre o quanto para nós é importante e indispensável contarmos com a presença e ajuda da nossa Marinha.
    Agradecimentos ao Chagas não só pelo relato e ajuda ao Tinshel, mas também pelas dicas. AMigo Chagas, provada está, por você, a solidariedade entre os velejadores. Velejar faz parte de nossa maneira de ser cidadãos.

    ResponderExcluir
  3. Dúvida de principiante: a Capitania vai abrir inquérito para apurar responsabilidades? Não estou dizendo que deva, pergunto porque numa situação dessas eu pensaria duas vezes antes de entrar em contato com a Capitania por causa dos desdobramentos que poderiam ocorrer... Meu receio faz sentido?

    Ou isso só acontece caso uma declaração de emergência seja feita no canal 16?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bauermann
      Acho que não tem como não avisar a Capitania.
      Quando acontece algo vc vai usar o Radio ok? então vai chamar Vitoria radio, Rio radio e eles ao receberem um aviso de emergencia de imediato eles avisam a capitania da area.
      Por sua vez a capitania vai apurar os fatos e ver se o barco está com a documentação em dia, estava em área permitida a ele, se tinha caratas da região a bordo e por ai vai.
      depois dependendo dessa primeira avaliação devem ou não abrir um inquerito.
      Acho que é isso
      Abraço
      Chagas Veleiro Intuição

      Excluir
    2. Entendi, faz todo o sentido. Obrigado pela resposta!

      Abraço,
      Thiago.

      Excluir