SEJA BEM VIINDO A BORDO DO INTUIÇÃO

SEJA BEM VINDO À BORDO DO VELEIRO INTUIÇÃO!

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

VELEJANDO EM ANGRA E PARATY






VELEIRO ESQUILOS 3 (DELTA 36)


                  Bem vindo ao Veleiro Esquilos 3. Fazemos passeios,  na Baia de Angra e Paraty com Skipper. O Veleiro Esquilos 3 é um Veleiro Oceânico de 36 pés com muitas milhas navegadas pela costa do Brasil, com participações na REFENO e FENAT, Cruzeiro Costa Leste, é muito bem equipado, oferecendo  para a tripulação a oportunidade de velejar com conforto e segurança na Baía de Angra e Paraty aproveitando o que esses lugares tem de melhor! 

Baixa Temporada
Alta Temporada e Feriados
Diárias
R$ 700,00
R$ 750,00










Outras Informações:
·        As diárias são por data, isto é, não é contado por pernoite ( ex: 02  e 03, são dois dias embora tenha só um pernoite);
·        Não cobramos taxa de limpeza;
·        Só é permitida navegação diurna;
·        O seguro da embarcação está incluso na diária;
·        A navegação é limitada a Baia da Ilha Grande (de Itacuruça à Paraty, o que dá 50 milhas náuticas) por motivos de segurança.
·        Fornecemos roupa de cama , toalhas, material de cozinha completo, cartas da região e um bote de apoio com motor.
·        No preço está incluso o serviço de do Skipper (só é permitida a saída com o Skipper)
·        O veleiro será entregue com tanque cheio e deverá ser devolvido nas mesmas   condições (capacidade do tanque 120 litros).

Obs: se desejar, podemos preparar um cardápio especial para você aproveitar ainda mais a sua velejada (preço a combinar).
Contato:
Skipper: Sergio Chagas Cel 79 91186959 e 88183455

Equipamentos
Características Técnicas
Geladeira
Sim
Comprimento
11m
Água Quente
Sim
Boca
3,66m
Chuveiros
1 interno e 1 externo
Calado
1,70
Equipamentos
VHF, AIS, GPS MAP, DVD, TV, Radio CD e Piloto Automatico.
Cabines
1 de Proa (Casal)
1 de Popa (Casal)
1 Cama de Casal na Sala
Guincho Elétrico
Sim
Passageiros
6
Bimini
Sim
Motor
Yanmar diesel 27 hp rabeta
Dog House
Sim


Bote Apoio
Sim


Motor de Popa
Sim



                                                           BONS VENTOS!


segunda-feira, 26 de novembro de 2012




NATAL - SALVADOR 2012





Depois de uma semana aproveitando essa terra maravilhosa chegou a hora de descer para Salvador, aproveitando que no domingo o mar e o vento vão dar uma refrescada por aqui.



Com a autorização do clube, dormi de sábado para domingo no píer tendo em vista que iria sair bem cedo no domingo rumo a Salvador. O Miguel, do veleiro Aram iaê, decidiu ir com a gente.
Logo ao amanhecer, largamos as amarras do píer sem contar com a presença do nosso amigo Nelson, que sempre está presente nas nossas saídas, mas dessa vez deve ter perdido a hora, pois não é faltar na saída de um veleiro do iate clube do Natal.



Assim que deixamos a boca da barra, seguimos lentamente para um ponto localizado a 10 milhas de distancia para de lá tentar começar a velejar. Esse primeiro trecho foi bem sofrido com mar e vento na cara, o Travessia no motor fazia uma media de 2,5 nós. Lá para as 11:00h, chegamos no nosso primeiro waypoint e deu para começar a velejar numa orça muito apertada e a média aumentou para 5 nós. Já no final da tarde, abrimos a Genoa e o vento deu uma pequena rondada para E ajudando bastante nossa velejada.
Às 21:00h, já estávamos no través de  cabedelo velejando com a mestra no segundo rizo e com genoa de 3 a 6,5 nós. Na segunda, passamos por Recife e decidimos que iriamos parar em Maceió para dar uma olhada na bomba de água doce que tinha parado de funcionar e aproveitar para dar uma descansada, porque nesse trecho estava eu, o Ronaldo do Timshel e meu grande amigo JARBAS (piloto automático).
Na terça pela manhã, estávamos fundeados em Maceió e aproveitamos para procurar o Boca (eletricista) para ele da uma olhada na bomba e marcamos um almoço com o Miguel do Aram e Iaê e seu tripulante. Preparei uma maminha na manteiga e almoçamos juntos no Aram Iaê.




No final da tarde, o Boca trouxe a bomba e a deixou funcionando muito bem e voltamos a ter água doce nas torneiras do Travessia.
Decidimos então sair pra Salvador na quarta bem cedo. Às 0700h de quarta, já estávamos velejando e como o vento estava NE, abrimos a genoa e deixamos ela armada com o pau do mesmo lado da mestra, pois o vento estava previsto para rondar para ENE e eu não precisaria tirar o pau. Aconteceu exatamente isso, o vento rondou e nós seguimos firme no nosso rumo com a genoa agora no final da tarde sem o pau. Com a chegada do por do sol, colocamos a grande no segundo rizo como eu sempre faço antes de anoitecer. A noite, o vento deu uma rondada para NE e decidimos ficar só com a genoa aberta e mesmo assim o Travessia navegava a 7 nós, com vento e corrente a favor. Na quinta pela manhã, subimos de novo a mestra e abrimos a genoa agora em asa de bombo e ficamos assim durante todo o dia velejando bem a 7.5 nós. No final da tarde, o GPs já dava a chegada na boca da Barra para as 22:00h. Como previsto, as 22:00h, estávamos com o Farol da Barra no nosso tarve´s e agora nosso rumo era o aratu Iate Clube.










Às 01:30h estávamos na poita no Aratu. Agora é descansar uma semana, pintar o fundo do Travessia e preparar para descer para o Rio de Janeiro!

Abraço a todos e Bons ventos
Comandante Chagas

sábado, 24 de novembro de 2012

FERNANDO DE NORONHA - NATAL 2012





FENAT 2012



           Na quinta feira dia 18 de outubro pela manhã, fomos para a pousada Mounseir Rocha em Noronha para participar do coquetel de abertura da FENAT que, como nos anos anteriores, foi muito legal e esse ano com mais veleiros participando dessa regata que sai de Noronha e vai para Natal.


       A largada estava marcada para as 09:00 horas (horário da ilha) e nós do Travessia decidimos que íamos apenas participar sem se preocupar em competir. Logo após a largada, o Travessia começou a velejar bem rápido, mesmo com a genoa três que colocamos em Noronha.




       Ao deixarmos a ilha de Fernando de Noronha para trás, já dava para sentir que a velejada de volta seria bem mexida e bem molhada. O mar não estava alto, mas estava muito mexido e o vento bem fresco. Por volta das 12:00h (horário de Brasília) o vento apertou ainda mais e resolvemos colocar a grande no 1º rizo deixando o barco mais estável. As ondas insistiam em molhar quem estava no cockpit. Durante todo o dia a velejada foi bastante desconfortável e muito molhada. Antes de escurecer colocamos a mestra no 2º rizo e a genoa 3 toda aberta. Essa decisão foi muito acertada, pois o vento aumentou a noite e quem não rizou de dia ficou enrolando a genoa e nós aproveitamos e passamos muitos veleiros que durante o dia estavam na nossa frente. 






        Muita gente pensa que rizar vai diminuir muito a velocidade, mas a cada dia que passa vejo que essa cultura é totalmente errada. Nós estávamos no 2º rizo com genoa 3 e andando mais do que os que estavam com genoa 2 e mestra toda aberta. Alguns veleiros rasgaram suas genoas devido ao forte vento. Pela manhã ouvimos no radio o pedido de socorro do Thimshel que tinha perdido o leme. Lembrei imediatamente do meu leme de fortuna já pronto dentro do Intuição e que o Ronaldo não tinha. Eles sofreram 24h de reboque que foi um inferno para quem estava a bordo e para o barco, eles chegaram a Natal apenas na segunda pela manhã.



        Pela manhã, notamos que tínhamos deixado para trás todos os barcos que no dia anterior estavam navegando próximo da gente. Ás 13:00h estávamos passando por baixo da bela ponte do rio Potengi, ficando em primeiro na classe aberta e na classe delta 36.



Agora é aproveitar Natal e esperar uma janela de tempo para começar a descer para Salvador.




Abraço e
Bons Ventos a todos
Comandante Chagas