SEJA BEM VIINDO A BORDO DO INTUIÇÃO

SEJA BEM VINDO À BORDO DO VELEIRO INTUIÇÃO!

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

DESCENDO DE NATAL A SALVADOR.



                                                                     Rumo Cabedelo

         Antes de começar a narrar a nossa descida, gostaria de dizer que foi muito difícil montar uma tripulação para essa descida e decidimos embarcar o Joca e o Mundoca (Raimundo Nonato) lá do iate para completar a nossa tripulação, pois a falta do Jarbas (piloto automático) faz a diferença e meu amigo Paulo era  sua primeira travessia e já ta encarando 700 milhas non stop e não sabia como ele ia se comportar.
                                                             Por do sol litoral Natal



                                                                Rumo Recife




                                     Paulo e Mundoca




          Largamos as amarras às 15:30 de domingo e logo que saímos desligamos o motor e seguimos rumo a boca da barra, ainda de olho no churrasco que tava rolando ali bem pertinho no iate.
Assim que passamos pela boca da barra seguimos no rumo aproveitando o vento médio para depois de algumas horas dar um bordo e tentar livrar a Ponta Negra. Esse trecho foi com uma orça bem apertada e tivemos que dar alguns bordos para poder continuar nosso rumo para Cabedelo. Como tínhamos os amigão Joca e Mundoca a bordo e que conhecem muito bem a região, deixei minha rota traçada desde o ano passado apenas como um apoio, e o Intuição navegou bem perto da costa coisa que sozinho e sem conhecer eu não varia de jeito nenhum.


                                                                      O Comandante


                                                                               Mar Liso





Durante toda segunda feira foi de Orça apertada e sempre tendo que dar um bordo para fora para se afastar de terra e depois voltar rumo a cabedelo, na hora do almoço fui para cozinha e preparei um macarrão com salsicha e a tripulação gostou bastante e de sobremesa foi servido goiabada cascão. Ás 21:00 estava no través de cabedelo e com dificuldades de passar o cabo branco, pois o vento caiu bastante e a corrente contra dificultava o nossa velocidade, por vezes dando até a impressão de que estávamos parados. Demos uma ligada no motor e em 3 horas  passamos  o cabo branco foi quando o vento melhorou bastante e o novo rumo deixava  Intuição com vento favorável e com uma orça mas folgada. Na Terça pela manhã jogamos a linha na água na esperança de pegar um belo peixe, mas na hora do almoço o Joca foi para cozinha e fez um risoto de atum, pois o peixe não apareceu na nossa linha que ficou a noite toda na água,na esperança de pegar um peixe morcego durante a noite. No final da tarde estavamos com Recife no nosso tarvés e o intuição seguia firme numa velejada maravilhosa agora com rumo a Maceió, onde estava prevista uma rápida parada para reabastecimento de gelo e verduras. 



        Na quarta pela manhã armamos o Intuição em asa de bombo usando o pau de spinaker e navegamos assim por toda a manhã e ainda contrariando ao mas experientes, amarramos a ponta da retranca no cunho de proa para evitar um jaibe da retranca e com isso algum estrago a bordo. Ás 16:00 horas estavamos apoitando em Maceió depois de três dias de velejada maravilhosa, com um ótimo ambiente a bordo e com meu amigo Paulo firme e forte durante todo o tempo, estando agora apto a fazer qualquer trecho por esse Litoral brasileiro maravilhoso. Parabéns ao Paulo e que ele tenha momentos inesquecíveis como esse em seu novo veleiro.

Abraço a todos e
Bons Ventos
Comandante Chagas

COMO É DIFÍCIL SAIR DE NATAL





                         Um bom Bimini e um bom Dog House ajudam muito
          Todos nós que velejamos e passamos por Natal sabemos dos fatores complicadores para a saída de lá, por exemplo, se o vento e a corrente estiverem contra a descida, vai ser com muito sofrimento. Mas não foram esses fatores que dificultaram nossa saída de lá e sim o grande carinho que os velejadores do Iate Clube recebem os velejadores que por la passam. Agora entendo porque o pessoal demora tanto para sair de lá. 

                                                             Pequeno mas valente






          Tínhamos decidido que a saída seria no dia 02, para aproveitar o vento e que tinha como previsão sobrar E por dois dias em Natal, mas como velejador de cruzeiro é todo enrolado e sempre muda  a data da sua saída, fomos adiando a nossa saída sem cerimônia e aproveitando para curtir esse Clube sensacional que de terça a quinta-feira tem um show fantástico que é chamado de “pôr do sol” onde todos desfrutam de uma boa música curtindo um maravilhoso pôr do sol no rio Potengi, na segunda tem o café dos velejadores  e na qurta uam reunião com os velejadores com palestras, nosssa quanta opção para quem passa por aqui. Quando tínhamos confirmado a saída para o sábado à noite, recebemos a feliz noticia que o Sérgio, do veleiro Travessura, estava com a chegada prevista para a manhã de domingo e foi muito rápida a nossa decisão: “Vamos sair no domingo a tarde, depois do churrasco”. No domingo, o Sérgio trouxe dois peixes que foram pegos na travessia e eu e o Paulo Kedes levamos uma bela picanha para a festa.



                      Tudo pronto ta chegando a hora da partida
               

        Não poderia deixar de registrar aqui os nossos sinceros agradecimentos ao casal Nelson e Lucia, do veleiro Avoante que, como sempre, foram sensacionais com a gente, sempre dispostos a ajudar e a dar dicas sobre a descida de Natal, coisa que estão super acostumados a fazer pois morando a bordo do Avoante estão sempre velejando pelo nordeste.
         Agora tava decidido vamos sair no domingo a depois do churrasco.





Abraço a todos e
Bons Ventos
Comandante Chagas

CHEGANDO EM NATAL



                                          Intuição atracado no Iate Clube do Natal






         Ás 09h50min do dia 30 de novembro o meu vôo da TRIP estava pousando em Natal. Logo que saí da sala de desembarque encontrei meu amigo que mora em Natal e seguimos direto para o Iate Clube. Ao chegar no píer notei que o Iate tinha muitos veleiros ancorados, mas nenhum brasileiro, todos eram de fora. Encontrei atracado no píer um pequeno veleiro amarelo de ferro que tinha um português como skiper, que estava vindo de Cabo Verde com destino a Salvador, onde ele ia entregar o barco.
Encontrei o Paulo Kedes que acabou de comprar um main 35 e que ia fazer a travessia com a gente até Salvador.
Aproveitamos o apoio dos funcionários do clube e seguimos para o barco para começar a faina de desatracar o Intuição dos seus 3 ferros que o prendiam ao rio Potengi. Com a autorização do gerente do clube, atracamos no píer de serviço e começamos a dar aquela arrumada no meu amigo Intuição que, por sinal, estava muito bem sem mofo ou qualquer outro tipo de problema.  



                                                               Intuição pronto para zarpar
                
                                            Por do Sol no Potengi com o Intuição ao fundo






Abraço a todos 
e Bons Ventos
Comandante Chagas

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Voltando a Natal para trazer o Intuição de volta.




       
                                    Intuição fundeado em Natal


          Agora ta confirmado, dia 30 novembro sigo para Natal para embarcar e trazer o Intuição de volta a Salvador, depois de participar da REFENO 2011 e FENAT.
          O vôo da TRIP linhas aéreas esta previsto para chegar a Natal às 09h50min do dia 30 nov.


        Depois do dia 30 Nov, vou aguardar um janelinha no tempo para descer até Recife e de lá para Salvador passando por Maceió. Agora é torcer para nesse período o vento rondar para E ou ENE.
        Aqui em Aracaju fico pensando no Intuição sozinho em Natal, mas logo ele terá companhia. 

                                                   Pôr do Sol em Natal (Lindo)


        Quem quiser e puder venha velejar com a gente, ano passado esse mesmo trecho foi muito tranqüilo com vento E e mar liso, estamos torcendo para que esse ano seja da mesmo forma. A saída esta condicionada à previsão do tempo.
Vamos lá não é toda hora que você tem uma oportunidade de realizar uma linda travessia Natal- Salvador.

video
                                                 Video pôr do Sol

Bons Ventos a todos
Abraço
Comandante Chagas

terça-feira, 18 de outubro de 2011

DICAS PARA UMA BOA REFENO

Participando de uma REFENO

         Para você que sempre sonhou em participar de uma REFENO vão ai umas dicas de quem participou de duas, num Veleiro de 29 pés.
1.    Preparando seu Veleiro:
a.       - Os ventos na REFENO normalmente ficam na casa dos 15/20 nós, se seu estaiamento já está com mais de oito anos é aconselhável que você aproveite e faça a troca de todos, para evitar problemas;
b.      - Realize a manutenção preventiva do motor, elétrica, hidráulica e tenha um bom jogo de Velas, não se esquecendo de ter uma reserva para a mestra e para a Genoa;
c.       - Revise seu enrolador para não travar na hora do vento forte e deixar você numa situação complicada. O meu é um Alado, simples, mas nunca me deu problema nenhum;
d.      - Na REFENO de 2010 alguns veleiros perderam o leme e tiveram muita dificuldades de montar um de emergência com o mar de 3,5 e vento de 25 nós. Esse ano levei um leme (já testado) que pode ser adaptado na plataforma de popa para uma necessidade, dando condições de dar um rumo mesmo que seja de forma precária.

1.    Inspeção da MARINHA DO BRASIL:
a.       - Contrariando o que muita gente fala, a inspeção da Marinha não tem nenhuma novidade ou problema.Tudo o que vai ser cobrado está escrito, e o Inspecionador não inventa nada, apenas marca em umaa lista se o veleiro possui ou não possui. Nessas duas inspeções para a REFENO 2010 e 2011 não tive nenhum problema a não ser esse ano que minha carta 50, emprestada pelo Mauricio do Alphorria não estava a bordo e fiquei em pendência, que foi rapidamente resolvida.
b.      - Se seu barco é navegação costeira, além dos normais para navegação costeira, irão lhe cobrar adicionalmente os seguintes itens:
·         cartas 50 e 52;
·         4 foguetes sinalizadores, ao invés de 3;
·         iluminação automática no seus coletes salva-vidas;
·         coletes e bote com o nome do veleiro marcados;
·          ter um SPOT funcionando;
c.       - Você deve também, caso seja mestre amador, preencher uma ficha (requerimento) no qual solicita autorização ao Capitão dos Portos para comandar seu barco no percurso  Noronha- Natal. Essa ficha pode ser preenchida junto com o inspecionador. Muito simples e rápido depois você recebera de volta esse documento assinado pelo Capitão. Lembrando que essa autorização só vale quando navegando com os Navios da Marinha em apoio;
d.      - Haverá uma reunião com os Mestres Amadores e depois uma com todos os comandantes de embarcações, na qual serão esclarecidos alguns pontos de segurança na regata como a salvaguarda da vida humana no Mar, reboque de embarcações, etc.
e.       Lembre-se de abastecer com diesel, água e alimentos suficientes para uma ida e vinda sem necessidade de reabastecimento pois, embora isso seja possível, os preços em Noronha são maiores, assim como as condições de embarque, por os veleiros ficam na âncora, ao largo.


Largada da REFENO
- Um show, a largada ocorre por grupos e antes de largar e feito um checkin, que é um desfile em fila indiana até a comissão de regatas, onde e é realizado o checkin de veleiro por veleiro, depois você retorna e fica aguardando a largada.


1.        NORONHA
a.       - Sem comentários. Apenas que na ilha você consegue água e tomar banho em alguma bica existente na ilha.
b.      - lá tem bons restaurantes a kilo, mercado com água, pão etc. Só os preços que são bem salgados, mas nada que para um retorno ao continente quebre financeiramente sua tripulação;
c.       - É super aconselhável depois que você decidir participar da REFENO que alugue um bugre para sua estadia na ilha, pois a pé ninguém merece vai sofrer.



 A Volta:
- Se seu Veleiro é Navegação costeira você deverá voltar para Natal junto com os navios da Marinha e segundo eles, existe um ponto chamado de split que você poderá seguir seu destino, sem precisar estar acompanhado do navio da Marinha. Acontece que nesse ponto você não consegue seguir nem para Cabedelo nem para Recife, o vento fica de proa com o mar idem (nessa época do ano) ficando a opção de entrar em Natal e esperar uma janela com vento favorável;
- Vale ressaltar que o Iate Clube do Natal é muito bonito e recebe os velejadores muito bem, não perca a oportunidade de conhecer Natal é muito lindo Inesquecível o Iate Clube é Fantástico.



Bons Ventos
Abraço a todos
Comandante Chagas