SEJA BEM VIINDO A BORDO DO INTUIÇÃO

SEJA BEM VINDO À BORDO DO VELEIRO INTUIÇÃO!

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

sábado, 10 de setembro de 2011

6 dias no CABANGA


Seis dias no CABANGA


         Chegamos ao Cabanga dia 04 de setembro e logo que chegamos o pessoal do clube mandou um marinheiro para mo star e auxiliar o intuição, que vai ficar aguardando a largada da REFENO.
        Aproveitei e dei uma rápida geral no barco. Limpando o banheiro e arrumando as coisa que ficam sempre espalhadas depois de quatro dias de mar.
A tripulação aproveitou e correu para o Chuveiro onde tomaram o merecido banho. Depois de arrumar tudo fui fazer o teste do motor de popa novo de 5 HP que pro sinal não se deu bem com o botinho de 1,8m, o motor ficou muito pesado e agora tenho que trocar o bote, pois com esse conjunto o risco de cair na água esta quase a 98%.
O motos |Mercury de 5 HP funcionou que foi uma beleza muito bom espero que ele continue com essa vontade de trabalhar por muitos anos.
Aproveitamos o domingo de sol em Recife e almoçamos na churrascaria Sal e Brasa, onde brindamos o sucesso da travessia e principalmente o desempenho do amigo Alberto que nunca tinha feito nem um Rio e Angra e foi logo realizando uma travessia de 400 milhas.


         Aproveitei para corrigir alguns detalhes no intuição, coloquei o 2º rizo indo até o cockpit, ficando igual ao 1º o que facilita muito, pois não preciso de ninguém lá no pé do mastro para rizar a mestra. Rizando do cpckpit fica muito, mas seguro e pratico. Depois fui ao porão e refiz a troca da junta da bomba d’água que estava dando ar e não puxava a água para refrigerar o motor. Resolvido isso Instalei um radio reserva lá no cockpit, o que vai facilitar muito quando estiver entrando em marinas e portos, pois o radio nessa posição fica fácil de ouvir e responder as chamadas.


        Durante a travessia o que fez a diferença foi o novo Dog House e o novo Bimini que protege muito das ondas que tentam embarcar, do sol e da chuva. Como faz falta um Dog e um Bimini. A nova plataforma de popa também ficou muito boa, mas foi preciso aqui no Cabanga dar uma subida de 15 cm, pois ela tava entrando na água nas ondas grandes de popa. 


       Acredito que nessa nova posição ficou ideal, vamos ver na REFENO. Na quinta dia 08 set, recebi a visita do pessoal da marinha que veio fazer a vistoria do Intuição, que ficou devendo apenas a carta nº 50 que eu não tinha e no Cabanga também não. Tenho até o dia 21 de set apara apresentar a carta ao pessoal da Marinha. Já estou correndo para providenciar a tal carta.


Abraço a todos
Comandante Chagas

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Diário de bordo da viagem Salvador –Recife







30 de agosto - terça feira
Hoje foi um dia de muito trabalho, pois o Aranha estava terminando de trocar os estaiamento do Intuição e só terminou o serviço às 13:00 e ainda me levou na Marina Aratu, para eu pegar o motor de popa novo na loja da Regata com o Moacir. Depois retornei ao barco e sai no motor rumo ao TENAB onde encontraria o Wenceslau e o Alberto, que já tinham me ligado perguntando a que horas eu chegaria por lá. Aproveitei e pedi ao Wenceslau para comprar tangerinas para a viagem. Cheguei no TENAB às 17:15 e aproveitamos o irmão do Alberto que estava de carro e saímos para jantar.



Ao retornar ao barco fomos ao posto de combustível ao lado e compramos diesel e gelo. O TENAB só ta funcionando um pier quase não consegui vaga para um pernoite.

31 de agosto - quarta - feira
Largamos pelas sete horas, depois de tomar café em uma barraquinha na frente do TENAB. E comprar um belo cacho de banana ainda verde e Maturamos até Etapa, pois o vento estava na cara, mas o mar estava muito calmo com ondas de 1,5m E. Vento contrário em cima da rota deixou nossa velejada muito difícil. Ao ligarmos o motor ele aqueceu e eu fui ao porão resolver o problema que não demorou muito para ser solucionado. Perdemos muito tempo e nesse dia só andamos
80 milhas ficando num déficit de 40 milhas, pois normalmente o Intuição navega 120 milhas por dia.

 


01 de setembro - quinta - feira
Fizemos uma velejada excelente a partir do Sul de Aracaju, com vento leste e mar com ondas de
1,5 a 2m vindo de E o vento em torno de 12 nós. Depois do incentivo do Wenceslau joguei uma linha na água e torcia para não pegar um peixe muito grande e minha torcida deu resultado, pois pescamos uma cavala que foi devidamente assada no forno com muito azeite e devorada no almoço. Vimos duas baleias ao longe.  A noite foi com uma velejada maravilhosa.







 

02 de setembro -Sexta
Continuamos com uma excelente velejada, vento favorável, mar médio.  Vela  no primeiro rizo. Nova tentativa de pesca, dessa vez sem sucesso. A isca foi comida, ou soltou-se, ha controvérsias, pois o nó foi dado pelo Wenceslau experto em pescarias. A noite foi muito boa e o Intuição velejava rumo a Recife sem problemas com a mestra no primeiro rizo e a genoa passou a noite enrolada.
                                                        Alberto


03 de setembro - Sábado
Bem cedo, avistamos baleias a cerca de 800 metros. Saltos esguichos e caudas para o ar muito lindo o show dado pela nossa amiga e logo avistamos por bochecha de Bombordo a cidade de Maceió e notamos que o Mar e o vento tinham mudado bastante. Aproveitamos que tinha sinal de celular e  pedimos a previsão do tempo, para ver se continuaríamos ou se atracaríamos em Maceió. Pedimos duas orientações a especialistas em meteorologia, Mauricio e Joffre, que atenderam prontamente e apresentaram previsões de otimismo bem diferenciado. Decidimos prosseguir. O mar subiu muito e foi aumentando durante o  passar do dia e pela noite chegou ao seu ponto de mar dificuldade da travessia, pois as ondas deveram estar com 3,5 e os ventos que nas rajadas chegavam a uns 30 nos, nas rajadas. Decidi então dar um 2º rizo na mestra e deixar a Genoa totalmente enrolada a faina foi pesada para isso. Mesmo com a grande rizada, o barco andava muito, e estava difícil de timonear. Com o passar do tempo, o vento foi rondando para E, facilitando o trabalho no leme. Noite muito dura. Foram 60 milhas muito difíceis. "Pirajas", com chuva torrencial. O Intuição comportou-se admiravelmente bem  e a tripulação idem.

Wenceslau


04 de setembro -Domingo
Avistamos os prédios de Recife ao alvorecer. Já vínhamos nos orientando pelas luzes da cidade desde a madrugada.  Mar grosso, vento favorável e forte. Chegada ao Clube Cabanga as 08:20, sem problemas. Navegamos em torno de Quatrocentas milhas que mostraram de novo como o Intuição é marinheiro. Missão cumprida.
                                                                              O Comadante

Abraço a todos
Comandante Chagas